segunda-feira, 2 de maio de 2011

Sauvignon

a poesia é meu veneno
a poesia em mim perdura
dias ela me mata,
outros ela me cura.

2 comentários:

  1. Quando mata faz versos...

    Quando cura faz amor...

    beijos meus moreno.

    ResponderExcluir
  2. Faço minhas as suas palavras!!! Não há remédio ou veneno melhor!!!

    ResponderExcluir